Ficha prática #

No fim e para além das sessões

IDADES: 5 -11 anos

Esta página inclui dicas sobre como encerrar uma sessão, o que fazer após uma sessão e talvez, às vezes, desenvolver a experiência após a sessão. A ideia é capitalizar e reforçar a influência positiva ou benefícios de uma sessão da narrativa. Durante cerca de uma hora, a professora e as crianças ouviram e contaram histórias. Como concluir esse momento especial? Por exemplo, pode usar uma frase ritual.

PORQUE É IMPORTANTE?

Uma sessão de narrativa é mais do que apenas um momento para contar uma história. É importante abordar todos os sentimentos ou coisas aprendidas durante uma sessão de narrativa. Também é importante não terminar a sessão de narração de forma muito abrupta. Uma frase ritual no final da sessão, tal como; “eles viveram felizes para sempre. Fim.”, encerrará o próprio “tempo de contar histórias” e o momento seguinte pode ser usado como uma espécie de momento transitório entre a liberdade do momento de contar histórias e o retorno à aula formal. A ideia é capitalizar a positividade da sessão para incentivar o aluno a comunicar e usar as suas habilidades orais além da sessão de contar histórias.

COMO FAZER?

Para continuar a estimular a atenção e o envolvimento, as crianças serão incentivadas a utilizar diferentes sentidos como tato, visão, movimento, audição. A melhor opção é combiná-los e isso irá enriquecer o mundo interior da criança. Essas atividades devem ser consideradas não apenas educativas, mas também lúdicas e criativas para se tornarem mais atraentes.

FERRAMENTAS PARA ENCORAJAR A MOTIVAÇÃO

Pinturas, objetos relacionados com o conteúdo da história: pequenas figuras (feitas de chocolate), brinquedos de peluche, personagens feitas (de papelão, pau de madeira); música de fundo adequada.

PREPARAÇÃO / REALIZAÇÃO

Uma folha para cada aluno, lápis, canetas de feltro, pastéis, folhas coloridas, cola. As crianças serão estimuladas a recortar, colorir e a fazer aplicações de uma personagem literária a partir de uma determinada história contada na aula. Além disso, eles desenharão uma ilustração da história contada para torná-la graficamente mais tangível.

OUTRAS OPÇÕES PARA ALGUMAS CRIANÇAS / CRIANÇAS QUE RECUSAM PARTICIPAR NA ATIVIDADE:

A estas são oferecidas outras atividades. É bom oferecer atividades que envolvam estes alunos para que não se sintam isolados e tenham empatia com a história.

– permita-lhes ser um observador da atividade dos outros;
– proponha que recontem a história;
– incite-os a ajudar outro participante;
– proponha que modelem um personagem ou um objeto da história.
– discussão do conteúdo por meio de perguntas específicas:

  • Quem são as personagens?
  • Quais são as personagens?

⮚ Com qual das personagens mais simpatizas? O que achas que esta história nos transmite?

– Atividades para desenvolver as competências para contar histórias:

  • narração (por ilustração, com uma personagem) de um determinado momento
  • entrevista com personagem da história

– outras atividades:

  • illustração;
  • modelagem.

No final da sessão, dependendo do conteúdo, use expressões e frases comuns como “Hoje foram contadores de histórias cativantes”, “Foram maravilhosos e muito artísticos!” é uma forma de encerrar completamente a sessão de conto de histórias e de motivar os alunos para outras atividades desse tipo.