Contos
Oeste da Europa

Os três conselhos

level 3
***
Temas : Viver juntos

Um pobre rapaz tinha casado, e para arranjar a sua vida, logo ao fim do primeiro ano teve de ir trabalhar para muito longe. Ele era bom homem, e pediu ao senhor que lhe fosse guardando o dinheiro do seu trabalho. Ao fim de uns quatro anos já tinha uma boa quantia, que já lhe dava para comprar uma quinta, e então quis voltar para casa. O patrão disse-lhe:
– O que queres, três bons conselhos ou o teu dinheiro?
– O dinheiro!
-Mas podem roubar-to pelo caminho e matarem-te.
– Pois então venham de lá os três conselhos!
Então o patrão disse-lhe:
– O primeiro conselho que te dou é que nunca te metas por atalho, vai sempre pelo caminho principal. O segundo, é que nunca pernoites em casa de homem velho casado com uma mulher mais nova.
E o terceiro, é nunca te decidas pelas primeiras aparências.
O rapaz guardou na memória os três conselhos e quando se ia embora, a dona da casa deu-lhe um bolo para o caminho; mas disse-lhe que era melhor comê-lo em casa com a sua mulher.
O pobre rapaz partiu e encontrou na estrada um fazendeiro que ia vender gado e assim foramse acompanhando, quando chegaram a um ponto da estrada, o fazendeiro disse que cortava ali por uns atalhos, porque poupava meia hora de caminho.
O rapaz não quis saber e continuou pela estrada principal, quando ia chegando a um povoado viu o fazendeiro todo esfarrapo e sem o seu gado.
Pois tinha sido assaltado e ficou sem o seu gado.
O rapaz pensou:
– Já me serviu o primeiro conselho!
Seguiu o seu caminho, e chegou já de noite a uma pensão, onde foi beber e tencionava passar lá a noite; mas quando viu que o dono era um senhor de uma certa idade e que a sua esposa era muito mais nova do que ele. Decidiu pagar e foi andado pela noite fora.
Quando chegou à vila mais próxima, ouviu dizer que a justiça andava em busca de um assassino que tinha fugido com a mulher do dono da pensão e que fora morto naquela noite. O rapaz lembrou-se então do segundo conselho e ficou feliz por ter aceitado o conselho em vez do dinheiro.
Apressou o passo para poder chegar a casa ainda naquele dia. E lá chegou; quando se ia aproximando da porta, viu um homem dentro de casa sentado ao lume com a sua mulher! A sua primeira reação foi matar os dois, mas lembrou-se do terceiro conselho e decidiu entrar.
A mulher veio logo abraçá-lo e disse:
-Aqui está o meu irmão, que chegou hoje do Brasil. Que dia! E tu também voltaste ao fim de quatro anos!
Abraçaram-se todos muito contentes, quando foram jantar, o rapaz partiu o bolo e apareceulhe todo o dinheiro que tinha ganho enquanto esteve longe de casa.
Ainda existe quem faça o bem.